"É normal na gravidez." Mas será mesmo?

Quantas vezes ouviu esta frase durante a gravidez?





Existem sintomas que não são normais e que devem ser tratados mal sejam detetados, nem que esteja grávida. Exemplo disso mesmo são as dores lombares e perdas de urina que, erradamente, são consideradas consequências normais da gravidez.


Dores Lombares

A mulher grávida passa por muitas transformações corporais. A postura muda muito, as costas estão sujeitas a maior peso e os ligamentos e músculos estão mais fracos devido ao efeito da hormona relaxina no corpo. Apesar de tudo isto, estas alterações devem ocorrer sem sintomas desagradáveis como dores na lombar e região pélvica.


Quando isto não se verifica é porque existe fragilidade de alguns músculos e tensão exagerada noutros, o que leva a um desequilíbrio muscular que afeta bastante as articulações.

Não tem que viver a gravidez toda com dores, e apesar da tendência nestes casos ser procurar o sofá para descansar, é precisamente esse comportamento que deve evitar.


Frequente não é sinónimo de normal. E se nada fizer só tem tendência a piorar com o passar das semanas de gestação.


Perdas de Urina

Perde gotas de urina ao espirrar ou quando ri às gargalhadas?

"É normal, está grávida. Isso passa depois do parto."

NÃO! Não é normal e pode não passar depois do parto, e mesmo que melhore pode voltar a acontecer meses ou anos depois.


Perder urina nunca pode ser considerado normal nem durante a gravidez. Quando isso acontece é porque os músculos do pavimento pélvico não estão a conseguir exercer a função deles, por isso deve ser avaliada para perceber a causa e começar desde logo a recuperação.


Grávidas aconselhem-se e sejam vistas por uma Fisioterapeuta especializada na área da Saúde da Mulher. Vai fazer toda a diferença na forma como vivem a gravidez, o parto e a recuperação pós parto fica muito mais fácil.




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo