Fisioterapeuta e mãe de primeiro filho: posição de dormir

Agora sim, com 26 semanas, sinto a cada semana a barriga a crescer e já tem que haver toda uma adaptação das atividades diárias. Roupa mais apropriada e confortável é essencial para não haver desconfortos ao final do dia, por exemplo.


Outro ajuste que tive que fazer foi a posição a dormir. Andava a acordar com as pernas cansadas, dores nas ancas e desconforto generalizado, que só passava quando fazia exercícios logo de manhã, mas no dia a seguir voltava a acontecer.


Uma noite decidi aplicar os conselhos que dou às minhas pacientes e dormir de lado com o apoio de uma almofada (na perna que fica por cima) e nunca mais acordei com sensação de inchaço, desconforto e cansaço.


Para dormir a posição mais aconselhada é de lado sobre o ombro esquerdo, contudo para que não haja desconfortos, podemos e devemos ir mudando a posição. De barriga para baixo já não dá e de barriga para cima só o devem fazer se a cabeça estiver mais elevada e tiver um apoio nos joelhos para as pernas ficarem dobradas.


A posição a dormir faz toda a diferença no nosso bem estar. Se acorda com dores no pescoço deve perceber se a altura da almofada é a mais adequada, se acorda com dores nas costas ou ancas deve analisar a posição das pernas e do tronco.


E nunca se esqueça que exercícios ajustados à sua condição fazem com que possa viver a sua gravidez em pleno e sem qualquer desconforto.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo